Portal de Notícias do Estado do Paraná

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2024
Governo do Paraná
Governo do Paraná

Mundo

Crianças que estavam perdidas na selva são achadas 40 dias após acidente

O Presidente da Colômbia, Gustavo Petro, confirmou que foram resgatadas com vida quatro crianças que estavam desaparecidas

Clécio Silva
Por Clécio Silva
Crianças que estavam perdidas na selva são achadas 40 dias após acidente
Reprodução
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

O Presidente da Colômbia, Gustavo Petro, confirmou que foram resgatadas com vida quatro crianças que estavam desaparecidas na selva amazônica do sul do país, após a queda de um avião, em 01 de maio.

Petro disse que "as quatro crianças que se perderam há 40 dias na selva colombiana apareceram vivas", tendo sido encontradas na sexta-feira por soldados que participavam nas buscas.

Mais tarde, Petro disse aos jornalistas que as crianças, de 13, 9, 4 anos e um bebê de 11 meses, estavam sozinhas quando foram encontradas por equipes de buscas, foram retiradas de helicóptero e estão atualmente recebendo cuidados médicos.

Publicidade

O Presidente colombiano disse que os jovens da comunidade indígena Uitoto são um "exemplo de sobrevivência" e previu que sua saga "ficará para a história".

Petro falava à imprensa depois de voltar de Cuba, onde assinou um acordo de cessar-fogo com representantes do grupo rebelde Exército de Libertação Nacional.

Os menores viajavam com a mãe e outro acompanhante numa pequena aeronave, um Cessna 206, que desapareceu dos radares em 01 de maio, nas imediações de San José del Guaviare, no sul do país, para onde se dirigia.

A aeronave foi encontrada no dia 08 de maio na vertical, com a zona frontal contra o chão, entre uma vegetação densa.

Os meios de salvamento recuperaram três corpos: o do piloto, o da mãe das crianças e o de um dirigente da comunidade indígena Uitoto.

A esperança de que as crianças pudessem ser encontradas com vida foi alimentada pela descoberta, na selva, de objetos pessoais, assim como de fruta parcialmente comida.

A desoberta de um "abrigo improvisado feito de paus e ramos" mantiveram os socorristas com esperança de que pudesse haver sobreviventes.

A selva é muito densa e perigosa nesta zona particularmente remota e as buscas são dificultadas pela presença de animais selvagens, árvores até 40 metros de altura e chuva intensa.

Mais de 100 militares com cães pisteiros estiveram envolvidos nas buscas, com a ajuda de membros da comunidade indígena.

A causa do acidente ainda não foi determinada.

De acordo com as autoridades de proteção civil, o piloto tinha comunicado problemas com o motor do avião antes de este desaparecer dos radares.

FONTE/CRÉDITOS: Redação Paraná Urgente
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!