Portal de Notícias do Estado do Paraná

Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
Governo do Paraná
Governo do Paraná

Saúde

Prefeitura de Maringá promove bem-estar emocional e desenvolve projetos para atendimento psicológico gratuito da comunidade

As iniciativas, desenvolvidas pela Secretaria de Juventude, Cidadania e Migrantes (Sejuc)

Clécio Silva
Por Clécio Silva
Prefeitura de Maringá promove bem-estar emocional e desenvolve projetos para atendimento psicológico gratuito da comunidade
Freepik
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Escuta respeitosa e acolhimento especializado. Duas atitudes fundamentais para promoção de uma cultura de paz e que perpassam projetos implantados pela Prefeitura de Maringá para garantia do bem-estar emocional e qualidade de vida da comunidade. Para fortalecimento da rede de apoio e escuta psicológica, a gestão municipal criou três projetos para oferecer acolhimento gratuito de forma individualizada, com foco em grupos vulneráveis. 
 
As iniciativas, desenvolvidas pela Secretaria de Juventude, Cidadania e Migrantes (Sejuc), atendem de forma individualizada pessoas negras, por meio do ′Fala Quilombo′, e jovens da rede estadual de ensino vítimas de bullying, com o ′Zoeira Tem Limite′. Além disso, há também acolhimento psicológico para pessoas LGBTI+. Os três projetos atendem 117 pessoas e o município segue com cadastro aberto para novos atendimentos. 

Leia Também:

 
O projeto ′Fala Quilombo′, que tem como objetivo oferecer atendimento psicológico para a população negra, já atendeu 53 pessoas desde o início do ano. Os psicólogos parceiros são negros e atuam como voluntários. Os atendimentos são voltados, preferencialmente, para pessoas em situação de vulnerabilidade social ou que não possuam condições financeiras para arcar com as despesas da psicoterapia em clínica privada. Para se inscrever é necessário ter 18 anos ou mais e preencher formulário online (clique aqui para acessar)
 
O acolhimento psicológico para pessoas LGBTI+ é realizado de segunda-feira a sexta-feira, das 14h às 17h, com 50 minutos de duração para cada atendimento. O projeto atende, preferencialmente, pessoas em vulnerabilidade econômica (desempregadas ou sem condições financeiras). Desde a criação da iniciativa em 2021, mais de 70 pessoas foram atendidas e, atualmente, 14 participam do projeto. As inscrições estão abertas até 25 de setembro e podem ser feitas pela internet (clique aqui para acessar) ou presencialmente na Secretaria de Juventude, Cidadania e Migrantes, localizada na Rua Luiz Gama, 89. Podem se inscrever moradores de Maringá com 18 anos ou mais. 
 
Lançado neste ano, o projeto ′Zoeira Tem Limite′ oferece acolhimento psicológico gratuito para jovens estudantes da rede estadual vítimas de bullying. Para se inscrever é necessário preencher o formulário online (clique aqui para acessar). Podem participar adolescentes e jovens estudantes matriculados na rede estadual, do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Atualmente, 50 pessoas são atendidas por meio da iniciativa. 
 
A secretária de Juventude, Cidadania e Migrantes, Ana Nerry, explica que o objetivo dos projetos é oferecer suporte e apoio emocional aos participantes por meio de atendimento com psicólogos. “São ações contínuas e que ocorrem durante o ano em um espaço acolhedor, respeitando a privacidade e confidencialidade”, afirma. Ela destaca que as iniciativas reforçam o compromisso da gestão municipal para promoção da saúde mental e garantia do bem-estar da comunidade.
FONTE/CRÉDITOS: Murillo Saldanha / PMM
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!