Portal de Notícias do Estado do Paraná

Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
Governo do Paraná
Governo do Paraná

Justiça

Procon Maringá atende idosa em casa sobre reclamação de telefonia

"Estamos monitorando esse caso, já que o casal de idosos precisa do telefone” diz o coordenador do Procon, Flávio Mantovani"

Clécio Silva
Por Clécio Silva
Procon Maringá atende idosa em casa sobre reclamação de telefonia
Andye Iore / Procon
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
Imagens

O Procon em Domicílio, da Prefeitura de Maringá, foi na manhã de hoje (1º) na casa da aposentada Neusa Aparecida de Souza, 69 anos, moradora do Jardim Alvorada. Ele solicitou atendimento em casa para registrar reclamação contra a telefonia Oi. A aposentada e o marido estão com o telefone desligado desde o dia 17 de outubro, quando caiu um temporal na cidade. Eles tentaram solicitar a ligação da linha, mas não foram atendidos pela companhia. E já receberam uma nova fatura para pagar, no valor de R$ 107. 

O órgão de defesa do consumidor deu dez dias para a Oi responder. Foi questionado o motivo da linha não ter sido religada ainda após o problema, qual o valor correto da conta e que os dias com a linha desligada sejam descontados na conta telefônica. Caso a companhia não responda, ela será autuada conforme normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

“O Procon está, desde o começo desse ano, alinhando o atendimentos com as companhias telefônicas que eram as campeãs de reclamação dos consumidores”, explica o coordenador do Procon, Flávio Mantovani. “Estamos monitorando esse caso, já que o casal de idosos precisa do telefone”. 

Leia Também:

O Procon já fez 14 atendimentos em domicílio esse ano com o caso de Dona Neusa. Ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e tem restrição de locomoção. Por isso, pediu a visita da equipe do Procon. “Agradeço de coração que vocês vieram me visitar porque a empresa não resolveu nosso problema”, disse a aposentada. 

EM CASA - O Procon em Domicílio foi lançado em janeiro desse ano. Podem participar pessoas acamadas, que estejam em tratamento de saúde que impossibilite sair de casa, Pessoas com Deficiência (PCD) e outros casos. O interessado deve solicitar o atendimento por meio do telefone 151, entre 8h e 17h30, entre segunda-feira e sexta-feira.

FONTE/CRÉDITOS: Andye Iore / Procon
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!