Portal de Notícias do Estado do Paraná

MENU
Logo
Quinta, 29 de julho de 2021
Publicidade
Publicidade

Ciência & Tecnologia

Universidade de Oxford estuda o uso de ivermectina no tratamento da Covid-19

O medicamento que compõe o chamado "Kit Covid" é defendido por Bolsonaro.

249
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Universidade de Oxford inicia, nesta quarta-feira (23), estudos sobre o uso de ivermectina no tratamento da Covid-19. A eficácia do medicamento não tem comprovação científica, embora tenha sido indicada por representantes políticos como Jair Bolsonaro.

De acordo com a universidade britânica, o estudo chamado PRINCIPLE (Platform Randomised Trial of Treatments in the Community for Epidemic and Pandemic Illnesses) investiga tratamento para pessoas com sintomas graves decorrentes da Covid-19. O estudo já contou com mais de 5 mil voluntários.

Os pacientes terão acompanhamento de 28 dias e serão comparados com pacientes que receberam o medicamento usual utilizado pelo NHS, o sistema público de saúde britânico.

A Oxford apontou ainda que, embora o medicamento esteja sendo utilizado para o tratamento da Covid-19 em alguns países, "há poucas evidências de ensaios clínicos em grande escala para demonstrar que ela pode acelerar a recuperação da doença ou reduzir a internação hospitalar", afirma a universidade.

O estudo já concluiu a ineficácia da azitromicina no tratamento contra o novo coronavírus. Os dois medicamentos fazem parte do chamado "Kit Covid", defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e por seus apoiadores, que não possui comprovação científica.

Fonte/Créditos: Catve.com c/ informações de Cultura

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade