Portal de Notícias do Estado do Paraná

Sexta, 19 de agosto de 2022
MENU

Política

Com informações nunca reveladas, Cunha está de volta e deve abalar a esquerda

Só ele poderia ter salvo, se não colocasse o impeachment em votação

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, esteve ontem em Marilia, no Oeste Paulista, na sua roadtour pelo lançamento de seu livro "Tchau Querida", um catatau de 800 páginas.
Nosso repórter, Eduardo Negrão esteve no evento. Cunha foi o responsável direto pelo impeachment de Dilma Rousseff



Só ele poderia ter salvo, se não colocasse o impeachment em votação, mas ele escolheu o caminho mais difícil. Nenhum politico brasileiro resistiria à pressão e à tentação que se apresentaram a Eduardo Cunha naquelas semanas que antecederam o dia 17 de abril de 2016.
Mas, a vingança do ‘MECANISMO’ foi duríssima: de outubro de 2016 a março de 2020, Cunha ficou preso. O motivo foi ele ter ‘mentido', em um de seus depoimentos. Bom, mentir ao júri é perjúrio. Agora, procure quantas pessoas no Brasil foram presas por ‘perjúrio’:
pouquíssimas ou nenhuma. Agora, ele está de volta a briga eleitoral e, se depender do revelador livro "Tchau Querida", muitas
informações ainda virão à tona.

O livro é um verdadeiro arquivo histórico.
Quer conhecer? Clique no link abaixo:
https://bibliotecaconservadora.com.br/products/tchau-querida-o-diario-do-impeachment

Fonte/Créditos: Redação - Jornal da Cidade

Créditos (Imagem de capa): Jornal da Cidade

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!