Portal de Notícias do Estado do Paraná

Sabado, 20 de Julho de 2024

Geral

Coluna do Júlio Castro

Rubro negros em disputa.

Júlio Castro
Por Júlio Castro
Coluna do Júlio Castro
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Quem falar em favorito não conhece futebol e não acompanhou os últimos anos do futebol brasileiro. Quem acompanha o mundo da bola sabe que o Athetico de hoje é franco atirador e o time do Rio, com um investimento estratosférico, mesmo que discutível em alguns casos e já desgastado pelo tempo de uso de suas mais importantes engrenagens, é favoritíssimo nesta noite. E é aí que a coisa começa a ficar divertida e interessante, já que o Seo Autuori tanto teimou que conseguiu impor a filosofia do saber sofrer no grupo athleticano e isso provoca um jogo de permanente espera e observação das ações do adversário. Diferente do jogar por uma bola ou esperar o erro o Furacão adquire confiança marcando e trocando passes e alcança os gols e as vitórias nos momentos que, naturalmente, a outra equipe baixa o ritmo. Claro que após Vitinho viajar para conhecer a Europa e com a instabilidade de Kayser, as coisas demoraram para acontecer, causando estragos e incertezas, mas Terans, Nikão e Abner, com assistências e confiança estão recolocando a casa em ordem e permitindo o torcedor sonhar. O Flamengo vem pesado, ótimo time e alguns acima da média. Ver Everton, Bruno, Gabriel e Andreas é, para quem gosta de futebol, muito bom. Já não digo o mesmo de Isla, Léo Pereira e de Rodrigo Caio, este com suas entradas desnecessárias de sola ou cotovelo na nuca. Mas para quem quer títulos e grandes emoções, que sentiu o sabor das conquistas e quer repetir, sabe que a briga é feia e ao topo só se chega com muita luta. Flamengo e Athletico hoje, para saber quem enfrenta o Fortaleza na final. Brincadeira, quatro no lombo ficou difícil de tirar, mas bem que os cearenses poderiam espetar os mineiros hoje, só para mostrar que é possível preparar uma canja de Galo na final. Basta ter um Caldeirão fervendo. 

 

Júlio Castro 

Leia Também:

Foi comentarista na Rádio Nacional, colunista de jornais e sites esportivos de alcance estadual e nacional. Atleta, integrou a Seleção Paranaense Juvenil de Handebol, as equipes de Handebol, Atletismo e Futebol do Colégio Militar de Curitiba e de Handebol do Colégio Barddal. E as equipes de Handebol da Sociedade Thalia e União Juventus. Tentou sem muito empenho a carreira de jogador de futebol profissional. Não faltaram oportunidades, mas faltou um melhor relacionamento com a bola. Fazeoque!!?? 

 

 

A Coluna de hoje é dedicada a minha filha Beatriz. Herdeira da beleza da Tia, da inteligência do Avô, do bom coração da Avó e da teimosia deste Pai que a ama muito. Beatriz me ensina a ser paciente, cuidar das palavras e acreditar que de uma boa semente virá um bom fruto. Para isto basta plantar, regar e aguardar o tempo certo. 

Comentários:
Júlio Castro

Publicado por:

Júlio Castro

Júlio Castro

Saiba Mais
Paraná
Microline
170 Anos PMPR

Nossas notícias no celular

Receba as notícias do Paraná Urgente no seu app favorito de mensagens.

Telegram
Whatsapp
Entrar
Paraná

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!