Portal de Notícias do Estado do Paraná

MENU
Logo
Segunda, 12 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

Mundo

Uruguai e Argentina passam o Brasil em ranking proporcional de vacinação contra a Covid-19

Chile continua como exemplo na América Latina.

280
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uruguai e Argentina passaram o Brasil no ranking de vacinação contra a Covid-19 proporcional à população, apontam dados do Our World in Data. O Uruguai aplicou 9,91 doses a cada 100 habitantes até o momento, contra 6,95 da Argentina e 6,64 do Brasil.

O Uruguai começou a sua vacinação muito depois dos vizinhos, só no dia 27 de fevereiro, mas ultrapassou a Argentina no dia 10 de março e, dois dias depois, o Brasil.

Os uruguaios eram, até recentemente, exemplos no combate à pandemia na América do Sul. Mas foram os últimos a receberem um lote de vacina contra a Covid-19 e no momento vivem uma explosão no número de casos.

Já os argentinos começaram a vacinação muito antes dos vizinhos, ainda em 2020, mas em ritmo lento. 

O país foi ultrapassado pelo Brasil no fim de janeiro e pelo Uruguai em menos de duas semanas. Só que a velocidade da imunização começou a ganhar tração em março, e a Argentina voltou a ficar à frente do Brasil no dia 18.

Os três países estão acima da média de vacinação proporcional no mundo (5,88) e à frente de outros vizinhos sul-americanos, como Peru (2,09), Bolívia (1,44) e Paraguai (0,21), mas muito atrás do Chile (45,65).

Segundo a Bloomberg, que tem um serviço para rastrear a aplicação de vacinas em todo o mundo, o Brasil deve atingir 75% da população vacinada em 2,1 anos no ritmo atual de vacinação. A Argentina deve levar 20 meses, contra 9 do Uruguai e apenas 3 do Chile.


Exemplo na América Latina, o Chile segue disparado como o país que mais administrou vacinas na região e é o 5º no ranking mundial, atrás apenas de Israel (113), Ilhas Seychelles (91), Emirados Árabes Unidos (74) e Mônaco (46).

O Brasil aparece na 60ª posição, logo atrás de Panamá (7,18) e Argentina (6,64) e um pouco à frente da Mongólia (6,38). O Uruguai (9,91) está em 51º, entre o Canadá (10,86) e a Arábia Saudita (9,57).

Mesmo sendo um dos países que vacina mais rapidamente no mundo, o Chile voltou a decretar lockdown para frear o aumento de contágios — uma amostra de que a vacinação parcial, por mais bem-sucedida que seja, não é suficiente para a vida voltar ao normal.

 

458 milhões de doses no mundo

No mundo todo, mais de 458 milhões de doses de imunizantes contra a Covid-19 foram aplicados até o momento.

No ranking geral de vacinação, o Brasil segue na 5ª posição, com 14,1 milhões de doses aplicadas, atrás de Estados Unidos (126 millhões), China (74 millhões), Índia (48 millhões) e Reino Unido (30 millhões).

Completam o top 10: Turquia (13,2 millhões), Alemanha (10,8 millhões), Israel (9,7 millhões), Chile (8,7 millhões) e França (8,6 millhões).

 

Fonte/Créditos: G1

Créditos (Imagem de capa): Matilde Campodonico/AP

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade