Portal de Notícias do Estado do Paraná

Sábado, 25 de junho de 2022
MENU

Saúde

Número de casos confirmados da dengue no Paraná chega a 2.572 com seis mortes

Sesa informou que 6 municípios registram casos de dengue grave e 14 apresentam casos da doença com sinais de alarme.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Paraná registrou 2.572 casos confirmados de dengue, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (9) pela Secretária de Estado da Saúde (Sesa). São 302 casos a mais que na semana anterior.

O período epidemiológico analisado começou em agosto de 2020 e continua até o final de julho de 2021.

Na atualização desta terça-feira, não houve registro de novas mortes. Veja abaixo o número de mortes causadas pela dengue, por cidade:

    Foz do Iguaçu: 2
    Apucarana: 1
    Assaí: 1
    Cambé: 1
    Londrina: 1

De acordo com o relatório, 339 municípios apresentaram notificações da doença e 205 têm casos confirmados.

A Sesa informou que seis municípios registram casos de dengue grave e 14 municípios apresentam casos de dengue com sinais de alarme.

Do total de casos confirmados, 2.134 são casos autóctones – quando as pessoas contraem a doença na cidade onde moram, e 14 casos são importados.

O estado totaliza 26.925 notificações para a dengue - 2.134 a mais que o informe anterior. Segundo o relatório, 6.790 casos estão em investigação.

 

Regionais de saúde com mais casos de dengue

    Londrina: 460
    Foz do Iguaçu: 446
    Ponta Grossa: 366
    Campo Mourão: 188
    Paranavaí: 181
    Paranaguá: 171
    Maringá: 164
    Cascavel: 163
    Umuarama: 107

 

Zika e Chikungunya

Os dados apontam 104 notificações para Chikungunya. Foram cinco casos confirmados, sendo quatro autóctones e um caso importado de outro estado.

Em relação aos registros de Zika vírus, o Paraná tem 34 notificações e um caso confirmado - registrado em Cambé.

 

Orientação

A Sesa afirmou que 90% dos criadouros do mosquito estão nos domicílios, em recipientes e locais que acumulam água.

"A dengue continua sendo uma das grandes preocupações, pois é uma doença grave, que pode matar e deixar sequelas graves. Apesar da redução de casos em relação ao mesmo período do ano passado, quando registramos cerca de 15 mil casos confirmados, seguimos apoiando os municípios nas ações de enfrentamento às arboviroses provocadas pelo mosquito Aedes aegypti", afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

Fonte/Créditos: G1 PR

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!